segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Crise de Consciência


"QUER GOSTEMOS QUER NÃO, O desafio moral afecta cada um de nós. É um dos agridoces ingredientes da vida dos quais não se pode escapar com êxito. Tem o poder de nos enriquecer ou nos empobrecer, de determinar a verdadeira qualidade das nossas relações com os que nos conhecem. Tudo depende de como reagimos a este desafio. A escolha é nossa - e raramente é das mais fáceis.

Temos naturalmente a opção de envolver a nossa consciência com uma espécie de casulo de complacência, passivamente "ir levando", protegendo os nossos pensamentos mais íntimos contra o que quer que possa perturbá-los. Quando surgem questões, em vez de tomarmos uma posição, podemos efectivamente dizer: "Eu permanecerei indiferente a isto; outros podem ser afectados - até mesmo prejudicados - mas eu não." Alguns passam a sua vida inteira numa postura moralmente passiva. Porém, quando está tudo consumado, e quando a vida finalmente se aproxima do seu fim, seria como se aquele que pode dizer, "Pelo menos tomei posição a favor de alguma coisa", devesse sentir maior satisfação do que aquele que raramente toma posição a favor de algo."

(adaptado por mim)

Sem comentários:

Enviar um comentário