sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Pablo Picasso e a verdade única


"Se apenas houvesse uma única verdade, não poderiam pintar-se cem telas sobre o mesmo tema." (Pablo Picasso)

Sabe-se lá o que quereria Pablo Picasso dizer com essa frase, não estou dentro da cabeça dele e quando não sei as coisas ao certo, calo-me, em vez de andar a chatear as outras pessoas. E quando não sei, pergunto, não atento contra a sua liberdade e integridade moral.

Mas posso deitar-me a adivinhar. E veja-se bem: é apenas uma tentativa, não vou à tumba do Picasso assombrá-lo com os meus maus fluídos, porque não concordei lá muito com o que ele disse. E se calhar até concordo, uma vez que me parece que na sua essência, embora utiliza palavras distintas daquelas que eu costumo utilizar, a ideia subjacente é muito semelhante àquilo em que eu mesma acredito. Cada dela que se pinta sobre o mesmo tema pode ser pintada porque existem diversas perspectivas sobre o mesmo. Reforça, portanto, a ideia de que existe uma verdade única, embora cada um de nós tenha acesso apenas a uma versão desta, e possa traduzir essa mesma versão em diversas linguagens, sendo as diversas artes formas de o traduzir. Talvez não fosse esta a ideia que Picasso quisesse, conscientemente, passar, mas é assim que eu interpreto.

9 comentários:

  1. existem tantas verdades como os respectivos pontos de vista de cada um.....
    sim, concordo contigo
    e com ele:)


    jocas maradas

    ResponderEliminar
  2. Para mim, não existe só uma verdade, mas várias.Daí, cada um de nós poder pintar a tela com a sua verdade. Porque cada um de nós olha para a verdade sob a sua perspectiva. Perspectiva essa que é diferente de pessoa para pessoa porque cada um de nós é único e tem vivências diferentes dos outros. Faço-me entender? :D

    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  3. Também assim entendo. Existem tantas verdades quantas possam ser as interpretações. :) Boa semana, amiga!

    ResponderEliminar
  4. Cara Su: e o que será que queremos dizer quando falamos em existir? O que é que existe realmente? ;)

    ResponderEliminar
  5. Caro Árabe: é uma forma de colocar as coisas... :)

    Boa semana!

    ResponderEliminar
  6. Borboleta: claro que sim!! Acho que essa é outra forma de colocar exactamente o que é aqui dito neste post... são duas formas aparentemente antagónicas, mas que querem dizer a mesma coisa... neste mundo as coisas são assim com muita frequência... creio eu... na minha humilde e modesta opinião... :)

    ResponderEliminar
  7. Dea disse:
    "cada cabeça uma sentença"...

    também se aplica em arte; existem 3 verdades:
    a minha verdade, a sua verdade e a verdade absoluta, então imagina em um mesmo tema , quantas representações existirão?

    ResponderEliminar
  8. Dea: eu acredito que a verdade é feita de muitas camadas... e que na verdade, como dizia Fernando Pessoa, tudo é verdade e caminho... mas de uma cabeça repleta de mais sinapses e maior capacidade de albergar uma consciência sustentada (quanto mais sustentada, mais coerente e bondosa) certamente virá uma capacidade de análise mais profunda e por isso mais certeira e por isso mais positiva. Quando as pessoas começam a meditar e a ascender espiritualmente, começam a perceber de que forma a verdade de um é igualzinha à verdade de outro... porque isso é sempre assim; a verdade é una, é a mesma, as nossas diferentes cabeças é que têm diferentes formas de a exprimir... e uma mente trabalhada leva-nos a ver mais facilmente as pontes e os pontos de contacto. Leva-nos, portanto, mais facilmente ao amor e à harmonia.

    ResponderEliminar