domingo, 6 de setembro de 2009

Fúria, preconceitos e aconchego da alma


A fúria; um sentimento interessante! Mas como todos os sentimentos muito intensos, é interessante prolongá-los diminuindo um pouco a sua intensidade, para podermos tirar melhor partido da energia que transportam consigo. Uma energia muito interessante em termos de nos fazer progredir. Etiquetas: algo sem o qual não conseguiríamos organizar o mundo, mas que, da mesma forma que nos permite transitar nele, também nos limita. É interessante procurar, portanto, focalizar a nossa atenção nas ideias que formulamos acerca do mundo, questioná-las com frequência, deixá-las alargar-se, crescer, alterar-se, caso se justifique. Mas o mais difícil é mesmo ter consciência dessas mesmas ideias, coisa que muitas vezes não possuímos. Um momento que fica cá dentro numa certa altura, jamais nos deixa, pelo que é bom quando tentamos resolver um conflito e tirar dele algum partido.

Quando tudo derrete, a alma aconchega-se... percebe que precisa de muito pouco para ser feliz e define claramente aquilo de que necessita para a sua próxima etapa. Não perdemos, porque a posse é uma ilusão... não se pode perder aquilo que se não tem... por vezes, somos nós que nos expulsamos a nós mesmos sem dar por isso... é sempre bom falar-se, seja do que for... uma boa conversa é uma excelente forma de silenciar conflitos. Nunca se fala em vão; há sempre um ouvido à escuta... nem que seja o da nossa própria consciência e esse é o mais importante!
Inspirado aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário