sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Amor, Liberdade e Solidão - Osho - Transbordar de Amor


Pág.15

“Foi desenvolvendo o medo a cada ser com amor-próprio – que é o primeiro passo para o amor (…). Um homem com amor-próprio respeita-se a si mesmo. E aquele que se ama e respeita a si mesmo, respeita os outros (…).
Aquele que tem amor-próprio desfruta tanto do amor, torna-se tão bem aventurado, que o amor começa a transbordar, alcançando outros.”

É a melhor forma de se conseguir dar, sem vir a cobrar mais tarde... o que significa que não démos verdadeiramente...

4 comentários:

  1. Querida PD or Spiritual
    Dar... amor-próprio... amar sem cobrar... ideias, vontades, quereres, creres, ser mais do que um simples humano...
    Um beijo
    Daniel

    ResponderEliminar
  2. O problema é que existem poucas pessoas com amor-próprio.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Daniel: jamais seremos mais que simples seres humanos... mas que podemos ser simples seres humanos fantásticos e muito mas muito melhores do que somos, isso certamente podemos!! E nem seria difícil de imaginar como seria isso... todos nós sabemos como nos tornarmos pessoas melhores... não o fazemos porque não queremos... por fraqueza...

    ResponderEliminar
  4. O amor-próprio é algo que tem muito que se lhe diga; por vezes as pessoas que se vangloriam e pavoneiam são as que possuem auto-estima mais fraca, e por isso necessitam reforçá-la dessas ou outras formas; convencendo os outros de que são os melhores, acreditam eles mesmos nessa realidade... verdadeiro amor-próprio mete o nariz na sua própria vida... :)

    ResponderEliminar