terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Amor, Liberdade e Solidão, Osho - Mistério


“E cada pessoa é um mistério infinito, infinito, inesgotável, insondável, e não é possível que alguma vez você diga: “Eu conheci-a” ou “Eu conheci-o”. (…) De facto, quanto mais conhecer, mais misterioso o outro se torna.”

Sem comentários:

Enviar um comentário