sábado, 9 de janeiro de 2010

Richard Dawkins - Deus, Um Delírio - Parte III

E as americanices continuam, ainda mesmo na página 7.

"Para tal, o biólogo usa argumentos contundentes e muito bem embasados para questionar a tese do design inteligente e a própria existência de Deus, sugerindo hipóteses darwinistas para nossa predisposição psicológica a acreditar em uma entidade divina."

Francamente, tenho dificuldade em compreender como quer esta sumidade criar ateus, nesta sua nova religião, se admite que existe uma predisposição psicológica para acreditar numa entidade divina... certamente, se temos essa predisposição, é porque há alguma coisa que lhe corresponde... tal como as crianças, primeiro podemos configurá-la como o velho de barbas numa interpretação mais literal e naive, mas certamente à medida que vamos evoluindo, esse conceito vai evoluindo também, porque de certa forma vamos ficando mais próximos dessa mesma inteligência, dessa mesma divindade... Darwin, certamente, nunca pensou nas extrapolações maquiavélicas que fez das suas pertinentes observações... de facto, cada um só vê mesmo aquilo que quer ver...

Sem comentários:

Enviar um comentário