quinta-feira, 1 de abril de 2010

Amor, Liberdade e Solidão, Osho - Nunca julgue um homem pelas suas acções

“Nunca julgue um homem pelas suas acções. Mas não há outra forma, se você não conhece o seu próprio ser – como pode conhecer o ser de outros? Logo que conheça o seu ser, conhecerá a linguagem, conhecerá a pista para olhar o ser do outro. Você pode ver os outros na medida em que se pode ver a si próprio. Se você olhou para dentro de si várias vezes, torna-se capaz de ver os outros cada vez melhor.”

Há que basear as nossas ideias e opiniões em algo muito mais verosímil do que as acções que observamos pontualmente: a energia da pessoa; algo que só ao fim de muito trabalho espiritual se consegue perceber.

Sem comentários:

Enviar um comentário